Marcadores

"fala" e anda (1) #HackathonDasOSCs (1) 07 e 08 de Dezembro de 2012 (lista de reprodução) (1) 3D (1) 3D Printing of Lightweight Cellular Composites (1) 5 metros de distância (1) A Internet das Coisas e as Coisas da Internet (1) A New Digital Tattoo for Moto X (1) BBC Click: Tecnologia 'transforma' dedo em fone de ouvido (1) Biocélula híbrida usa materiais biológicos e sintéticos (1) Butterfly wings inspire new technologies: from fabrics and cosmetics to sensors (1) Cidade Inteligente (1) Cientistas britânicos criam tecido invisível a olho nu (1) Cientistas criam tela de smartphone que não quebra (1) Cientistas desenvolvem um material quase tão escuro quanto um buraco negro. Tão escuro que o olho humano não consegue assimilar! (1) Cientistas suecos inventam madeira transparente que pode substituir vidro (1) Cplp: cientistas de países-membros serão formados com apoio da Unesco (1) EDITAL DE CONVOCAÇÃO DA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA A SER REALIZADA EM 23 DE FEVEREIRO DE 2015 (1) En octubre lanzan el primer escáner 3D (1) Este servidor Linux é do tamanho de uma porta RJ45 (1) Exoesqueletos do Projeto Andar de Novo estão prontos (1) Expedition 36 Soyuz Landing | NASA (1) Finalistas da MOP 2012 - 06 (1) FlameStower: Charge Your Gear With Fire! (1) Fone de ouvido cria lista de música de acordo com o humor (1) Food Scanner And Future Kitchen Tech (1) Full body scanning with Artec 3D scanners (1) How to 3D body scan with Artec Eva (1) Impressoras que moldam chocolate e açúcar prometem mudar indústria de panificação e confeitaria (1) Inaugurado em Moscou primeiro laboratório de bioimpressão 3D de órgãos (1) Instituto Árvore da Vida: Controle de compostagem com tecnologias livres (1) Intel demonstra tigela que carrega aparelhos sem fio (1) Intel visão 3D testa seus dispositivos para detectar as emoções (1) Japoneses desenvolvem técnica de levitação acústica de partículas; veja o vídeo (1) Kinematics Dress by Nervous System - 3D Printed by Shapeways (1) Meia é feita de mesmo material de colete à prova de balas (1) Nova ferramenta online da FAO disponibiliza dados sobre saúde das florestas (1) o acessório guarda um registro de tudo que você faz no dia (1) Objetos se tornam microfones visuais (1) Ooli: aplicativo foca segurança pessoal (1) Pen drives que funcionam como post-its (1) pesa menos de 10 gramas e custa US$ 40 (1) Pesquisadores criam “micro-moinhos” que recarregam celular com energia eólica (1) Planta amazônica pode ser a chave da cura do Alzheimer (1) Projeto de alunos de Ubatuba se torna o grande destaque da maior Feira Espacial do Japão (1) RoomScan Pro Floor Plan Demo - Scanning Whole Floor (1) Roupas de ginástica e coletes à prova de bala de substância natural (1) Salva-Vidas de inicialização pode detectar as minas terrestres ativas de 6 (1) SELO ECOSOCIAL HIDROCIDADANIA (1) Seu roteador deve ser manuseado com cuidado... (1) Sony lança pulseira inteligente e sensor que é o "menor gadget do mundo" Chamada de Sony Core (1) Space APPs (1) Ultra-flexible chip can be wrapped around a hair (1) Upnext Beacon (1) Viagem Fantástica pelo Corpo Humano - micro robos (em busca da Cura) (1) Vida sintética: Gel pulsante "ouve" (1) Vidro transparente colorido capaz de gerar energia elétrica a partir da luz solar. (1) Wi-Fi vira Wi-Vi para espionar pessoas além das paredes (1) Музыка будущего (1)

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

A Internet das Coisas e as Coisas da Internet


O termo “Internet das Coisas” foi criado por Kevin Ashton, um dos cofundadores do Auto-ID Center do MIT, o afamado Massachusetts Institute of Technology.Basicamente, trata-se do conceito de que todos os objetos computadorizados podem estar ligados entre si através do uso da internet. A partir de qualquer lugar do mundo, a interligação de todos estes dispositivos – seja com fio ou sem (wireless) – permitiria a eles “ter seus próprios meios de coletar informações, de modo que possam “ver”, “ouvir” e “cheirar” o mundo por si mesmos... Tecnologias de sensores e RFID (método de identificação automática com o uso de frequências de rádio, possibilitando armazenamento e recuperação remota de dados) permitem aos computadores observar, identificar e entender o mundo – sem as limitações dos dados introduzidos pelos humanos.Imaginemos um sistema eletrônico de coleta de pedágio, através do qual um veículo com uma “etiqueta” colada em seu para-brisas (como os sistemas Sem Parar/Via Fácil ou Connectcar, no Brasil) passa pelo pedágio, e, sem a necessidade de intervenção humana direta, verifica-se que o veículo está equipado com o mecanismo e que seus pagamentos perante o sistema estão em dia. A liberação da passagem é automática, assim como o débito na conta do dono da tag. Mais ainda, é possível realizar um monitoramento do tráfego na rodovia através da contagem do tempo que uma série de veículos demora para passar entre dois determinados postos de pedágio. A partir daí, pode-se enviar uma mensagem a um PMV (Painel de Mensagens Variáveis) disposto na estrada, que então avisa aos demais condutores qual a situação do tráfego no local. Isto é apenas um dos usos para a “Internet das Coisas”. Uma biblioteca pode ser inventariada à distância e os resultados enviados a uma central de controle, acusando a falta ou o atraso de determinado livro, ou mesmo constatar-se se algum livro foi guardado no local errado. Mais do que livros, pessoas e veículos podem ser localizados, alertas emitidos e eventual rastreamento executado. É o chamado posicionamento onipresente, pelo qual objetos podem ser monitorados e controlados à distância e a todo momento. Estes conceitos podem ser estendidos para a chamada “Casa Inteligente”, na qual, por exemplo, a geladeira pode ter um sensor que controla, através de dispostas nas embalagens dos alimentos, o estoque e/ou o vencimentos dos produtos, emitindo alertas para gerar e gerir listas de compras no supermercado – já atrelando esta lista a mecanismos que determinam os melhores locais para se fazer as compras. Na Casa Inteligente, a qualidade do ar pode ser monitorada avisos disparados para a tomada de medidas como abertura de pontos de exaustão e acionamento de filtros ou aspiradores. No que tange à climatização e iluminação, cortinas podem ser abertas ou fechadas conforme a posição do sol, horário do dia ou temperatura ambiente, em paralelo com o acionamento ou desligamento do ar condicionado e a intensidade da iluminação também pode ser variada de acordo com parâmetros de horário e em função da ausência ou presença de pessoas no ambiente. Indo adiante, cenários podem ser criados de maneira a se adequar ao momento: é hora da festa ou de se assistir confortavelmente a um filme no home theater? E a inteligência estende-se aos ambientes externos, seja numa casa ou num edifício: o jardim pode ser irrigado em função da umidade do solo, a água da piscina pode receber tratamento em função do grau de sujidade, a sauna programada para ser acionada algum tempo antes da chegada prevista de usuários e o acesso de pessoas a uma unidade liberado de qualquer lugar do planeta, a partir de computadores, tablets ou smartphones, que deverão estar no centro deste monitoramento e controle, trabalhando de maneira imperceptível, porém extremamente eficiente. Estas são as coisas que a internet nos proporciona. E podemos ir além... Analistas e estudiosos preveem dezenas de bilhões de dispositivos conectados via internet em 2020. Por que os dispositivos de sua casa não seriam parte desta rede?

[1] http://www.rfidjournal.com/articles/view?4986

Núcleo Gaia de Inovação Tecnológica

Núcleo Gaia de Inovação Tecnológica